>

Limpar vidro: conheça todos os segredos dessa prática

Borrifador e pano são utilizados na limpeza de vidros em geral.

Não existe nada melhor do que um ambiente limpo para garantir a sensação de bem-estar. Isso inclui a prática de limpar vidros. Em ambientes domésticos ou profissionais, espaços higienizados são fundamentais para o conforto e a produtividade.

Grande parte das indústrias e dos restaurantes modernos traz consigo a beleza e a elegância dos vidros, dando um toque a mais na decoração. Desse modo, é necessário redobrar o cuidado na hora de limpar as diferentes superfícies de vidros instaladas no conjunto.

Nesses ambientes, a última coisa com que o proprietário quer se deparar é um ambiente completamente danificado e manchado por esfregaços ou riscos. Assim, é preciso ter cautela ao escolher qual produto usar para a limpeza do vidro.

Cada tipo de vidro exige atenção específica na higienização. Porém tal prática não tem muitos segredos, já que entre as diversas superfícies existentes, as de vidro são, de maneira geral, uma das mais fáceis de limpar devido à baixa aderência das sujeiras em geral.

Basicamente, o uso dos produtos certos e nas quantidades adequadas é o segredo para que a limpeza dos diferentes tipos de vidros seja bem realizada.

Limpar vidros requer uma frequência regular para que a manutenção e a durabilidade do material sejam positivas, impedindo, dessa forma, que eles fiquem encardidos.

Além disso, existem órgãos específicos que realizam a fiscalização de determinados ambientes, como é o caso de empresas alimentícias.

Confira a seguir um passo a passo com dicas para higienizar vidros com eficiência, de maneira simples e correta.

Como limpar os vidros

Aspecto molhado do vidro durante limpeza.

A limpeza dos vidros deve ser feita com bastante atenção e cautela. O recomendável é lavar a janela em dias nublados, para que a luz solar incidente não acabe secando o produto de limpeza antes que o vidro seja polido adequadamente.

Antes do início de qualquer higienização de vidros propriamente dita, é recomendado tirar o pó das janelas e aberturas primeiro. Isso pode ser feito com o auxílio de um aspirador de pó ou com a ajuda de um pincel de cerdas largas.  

Para a segurança de quem está limpando os vidros, é necessário, basicamente, o uso de luvas comuns. Também é fundamental o uso de um rodinho 100% de algodão ou de lã de carneiro, panos de limpeza, balde, raspador e algum material degermante específico para vidros.

O produto com ação detergente deve ser aplicado de maneira uniforme e sem excessos para que não haja a formação de estrias na superfície. Se o vidro tiver alguma crosta, esta deverá ser removida ainda úmida com a ajuda de um raspador.

Em seguida, a remoção da solução deve ser feita a partir da parte superior do vidro e arrastada sempre na posição vertical em linha reta até o final. Outra questão importante é a pressão colocada sobre o vidro, que deve ser sempre a mesma, a fim de não deixar manchas após a limpeza.

Quais produtos são necessários para limpar vidros?

Borrifador é um equipamento indispensável para a limpeza de vidros.

Existem diversos produtos caseiros e industrializados que podem auxiliar na limpeza dos vidros. Os mais recomendados, no entanto, são:

  1. Água e detergente neutro na proporção de 4 gotas de detergente para um litro de água;
  2. A mesma proporção de vinagre branco destilado e água;
  3. Duas colheres de sopa de amoníaco e dois litros de água morna;
  4. Água quente com sabão neutro;
  5. Parafina em partes iguais com álcool.

A água misturada com o detergente neutro e a solução de vinagra branco destilado com água são indicados para vidros sem detalhes e com sujeira superficial, sem a necessidade de um componente forte.

Os demais são indicados para sujeiras mais profundas e superfícies irregulares. A água morna, por exemplo, tem um papel fundamental quando há presença de gorduras e óleos sobre a superfície vítrea.

Todas essas soluções devem ser aplicadas com o auxílio de um borrifador. Se a sujeira estiver impregnada, uma esponja macia também pode ser usada em sua remoção, além dos materiais listados acima.

Sempre após o procedimento de lavagem, o vidro deverá ser seco com um pano limpo e macio de forma delicada.

Dicas para facilitar a limpeza

Uso de rodo auxilia na limpeza vítrea.

Existe uma outra opção para secar as superfícies vítreas que são os papéis absorventes, como o papel toalha. Estes são excelentes, pois secam sem deixar fiapos ou pelos, como é o caso das toalhas de algodão que espalham fiapos por todo o vidro, deixando um aspecto de sujo como antes da limpeza.

Há também o caso de manchas muito comuns em vidros de box de banheiros, janelas de automóveis e até de áreas externas prediais, causadas por um fenômeno conhecido como chuva ácida.

Para que haja a remoção de tais borrões, recomenda-se o uso de um removedor de manchas em vidros, pois já é formulado para retirar as marcas causadas por água e os sais minerais contidos nela.

Este age quimicamente dissolvendo os resíduos minerais impregnados que causam tais manchas, devolvendo, assim, a transparência e o brilho ao vidro, restaurando a superfície vítrea e deixando-a como nova.

Sua remoção é bastante simples. Ela é feita com a utilização de luvas e com o auxílio de uma esponja.

O primeiro passo envolve a aplicação do removedor na superfície do vidro com movimentos circulares em pequenas áreas. Em seguida, é necessário utilizar uma flanela para que haja a retirada do excesso do produto.

Após isso, é imprescindível que haja a repetição dos mesmos passos em outra área do vidro, até que toda a área fique limpa.

O processo deve ser realizado com o vidro seco e, após o termino da remoção das manchas, deve ser feita a limpeza normal.

O polimento feito com um pano bem limpo ou com um papel toalha visa a favorecer esse procedimento para que o resultado seja uma boa lustração.

Quais os cuidados na hora de limpar superfícies vítreas?

Deve-se ter cuidado com o uso de escadas em superfícies elevadas.

É preciso tomar bastante cuidado na hora de seguir receitas e recomendações de pessoas que não são de confiança ou que não são especialistas no assunto, pois o que poderia ser fácil e simples, pode acabar trazendo muita dor de cabeça.

Algumas substâncias são corrosivas e, portanto, degradam e modificam a superfície do vidro. Há também materiais que são recomendados por diversas pessoas, mas que trazem mais malefícios para o vidro do que a própria limpeza, como é o caso de esponjas de aço.

O uso de tais materiais faz com que o aspecto de sujo e riscado não saia mais da superfície vítrea. Isto acaba tonando necessária, na maioria das vezes, a troca de todo o vidro do ambiente lesado.

Operador equipado corretamente

Outro cuidado necessário tem a ver com a segurança de quem vai realizar a limpeza.

É importante que sempre haja a utilização de luvas e de mascarás quando for necessário o manuseio de algum produto mais agressivo que, de alguma forma, possa afetar a saúde.

Se a área a ser limpa for alta, como as janelas dos prédios ou extensas portas de vidro, é imprescindível que se utilizem cintos de segurança, capacetes e coletes.

Além disso, é de suma importância a realização de manutenções periódicas de escadas, cordas e andaimes, para que estes estejam sempre revisados, aumentando, assim, a segurança do operador.  

Quais mitos devem ser abandonados na limpeza de vidros?

Removedores podem causar danos irreversíveis em superfícies vítreas

Na hora de realizar uma limpeza em vidros, é importante lembrar que algumas práticas populares e de senso comum não passam de mitos.

Um falso conhecimento bastante disseminado é o de que produtos alcalinos e ácidos, como desinfetante, ceras, removedores e álcool, deixam os vidros limpos. Na verdade, estes químicos podem causar danos irreversíveis a superfícies vítreas.

Depois de algum tempo utilizando tais produtos durante a limpeza, pode haver a diminuição da transparência da área do vidro, pois a mancha em questão pode não se tratar de uma sujeira, mas, sim, de uma corrosão.

Rodo com cabo extensor auxilia a limpeza de superfícies altas.

O álcool puro não é indicado para limpeza de vidros, o que surpreende muitas pessoas, já que ele é utilizado na lavagem de grande parte dos ambientes industriais, comerciais e residenciais.

Especialistas no assunto afirmam que uma crença popular muito comum é sobre o poder de limpeza do álcool. No entanto, ele é totalmente desaconselhável quando comparado a um produto adequado para determinada superfície.

Para que haja a obtenção de resultados, o álcool exige forte ação mecânica, como a do uso de grande quantidade de papel para se esfregar determinada área.

A utilização de produtos abrasivos, de esponjas não macias e de palhas de aço, resulta em um estrago irreversível em vidros que passaram pela aplicação de película para proteção solar.

Um erro bastante comum é fazer uso de toalhas e camisas de algodão para a realizar a limpeza de vidros, já que o único resultado possível é obter muitos fiapos espalhados por toda a superfície.

Outro mito bastante disseminado é em relação ao jornal velho. Existem pessoas que creem fortemente que este é um grande aliado na limpeza, pois, teoricamente, ajuda a deixar os vidros mais limpos.

Todavia, a grande verdade é que a tinta do jornal pode contaminar todo o ambiente, fazendo com que se perca tempo com a limpeza do vidro e do local em que ele está inserido, já que as folhas do jornal sujarão tudo novamente.

Além disso, a tinta que é impressa no papel acaba sendo dissolvida, deixando manchas do tipo “arco-íris” nas superfícies do vidro.

Quais os segredos para tirar manchas de vidros blindex dos banheiros?

Vidros blindex dos banheiros requerem uma atenção especial.

Os vidros blindex dos banheiros devem receber uma limpeza periódica, em média duas vezes por semana, para evitar o surgimento de manchas e resíduos de shampoo, condicionador, sabonete e, até mesmo, da própria gordura e sujeira da pele e dos cabelos.

Além disso, deixar um rodinho de pia dentro do box ajuda na manutenção da limpeza, ao passo que pode ser utilizado ao fim de cada banho.

Uma receita caseira muito conhecida e que tem ajudado muitas pessoas a remover as manchas brancas características do box do banheiro, é a seguinte:

Materiais

  • 1 colher de sabão em pó;
  • 2 colheres de bicarbonato de sódio;
  • 1 colher de álcool;
  • 1 xícara de vinagre;
  • 1 xícara de água morna ou quente.

Modo de Limpeza

Basta misturar tudo em uma tigela e, com a água ainda quente, embeber uma esponja macia dentro da mistura e a esfregar sobre a área manchada.

Com o lado macio (amarelo), deve-se fazer movimentos circulares em todo o vidro blindex do banheiro.

Após espalhada essa mistura em todo o vidro, deve-se aguardar mais ou menos 10 minutos para que a solução atue em toda a superfície.

Depois disso, é necessário que se faça um bom enxague, a fim de remover a solução que ficou em contato com o vidro do box. Após este passo, basta secar bem o vidro com um pano macio que não solte fiapos.

Quando a superfície estiver bem seca, é preciso utilizar um pouco de “lustra moveis” com um pano tipo perfex, para que se crie uma camada protetora sobre todo o vidro.

Pano de microfibra auxilia na limpeza de vidros.

Agora que você já sabe como limpar vidros sem agredi-los, teste essas soluções em sua empresa ou local de trabalho e passe adiante tais conhecimentos. Se você ainda tiver alguma dúvida ou quiser saber mais sobre o assunto, deixe seu comentário abaixo e continue acompanhando nossas publicações.

Share

Comments are closed.