>

Desengraxante neutro: o que é e por que utilizá-lo?

Desengraxante neutro auxilia a remoção de gorduras em diferentes superfícies.

O que é desengraxante neutro?

O desengraxante neutro, ou desengraxante não alcalino, é um produto de pH neutro que permite a realização de uma limpeza bastante eficiente em qualquer tipo de superfície suja de resíduos de óleo, gorduras e graxas.

Esse produto não ataca vidros, plásticos, metais, tintas, pinturas epóxi, borracha ou outras películas de acabamento, mantendo a cor e o brilho originais das áreas onde é aplicado.

Além disso, esse produto possui um vasto campo de utilização, podendo ser usado em desengraxes de peças por pulverização ou imersão, em limpezas de pisos de áreas produtivas e na remoção de gorduras em coifas de cozinhas industriais.

Por ser neutro, este desengraxante pode fazer parte da higienização de indústrias alimentícias, tendo que ser diluído em 1:20 de água para ser usado em superfícies presentes nesses ambientes laborais.

Por que utilizar um desengraxante neutro?

Um desengraxante não alcalino é um produto biodegradável, ou seja, esse possibilita que substâncias químicas sejam utilizadas como substratos por parte dos microrganismos. Estes, por sua vez, produzem energia através de respiração celular, diminuindo a ofensividade das moléculas resultantes em relação ao meio ambiente.

Sendo assim, um desengraxante neutro acaba sendo menos agressivo à saúde dos colaboradores em geral, descartando a necessidade do uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) em seu preparo e em sua utilização.

Passo a passo para limpar um motor com um desengraxante neutro?

Desengraxantes não alcalinos melhoram o resultado de limpezas feitas em motores de carros.

É de suma importância realizar limpezas periódicas em um motor, a fim de facilitar futuros reparos e manutenções, já que sujidades se alojam no interior da peça ao longo do tempo, prejudicando, assim, seu funcionamento e evitando sua oxidação.

Muitos fabricantes recomendam que a higienização do motor seja feita a cada troca de óleo para que haja a remoção de impurezas acumuladas, preservação do estado original da peça e da pureza do óleo, auxílio e aumento da vida útil dos filtros de óleo e manutenção do estado original das peças periféricas do motor.

Então, a fim de realizar uma correta e eficiente limpeza de motor é preciso seguir os seguintes passos:

Remover sujeiras presas ao motor

Antes de limpar um motor, é preciso retirar gramas, folhas, ramos e outros tipos de sujeiras presentes no local, pois estas impurezas podem causar danos e até incêndios.

Estas costumam ficar acumuladas no para-brisa dos veículos, caindo, consequentemente, no motor.

Desconectar a bateria

É fundamental que a bateria do veículo seja desconectada antes que a limpeza se inicie, pois qualquer borrifo d’água pode causar queima de fusíveis, curtos-circuitos na parte elétrica, entre outros danos.

Com isso, é preciso afrouxar o terminal negativo da bateria e tirar seu cabo de aterramento. Outra alternativa é desconectar o terminal positivo, a fim de retirar a bateria para limpá-la fora do meio de transporte.

Se, por acaso, a bateria não puder ser movida, o fio-terra deve ser colocado de lado para não entrar em contato com o terminal.

Cobrir fios e eletrônicos expostos

O motor de um veículo pode ser considerado a prova d’água, porém, é necessário encapar alguns de seus componentes elétricos, a fim de aumentar a segurança do procedimento.

Então, é importante proteger os fios soltos, a entrada das velas de ignição e a tampa do distribuidor. Uma maneira simples e eficaz de resguardar tais componentes é cobrindo-os com pequenos sacos ou filmes plásticos.

O manual do veículo é de grande ajuda no momento da identificação da posição de cada peça que precisa ser protegida.

Deixar o motor ligado por cinco minutos

É muito mais simples realizar a remoção da gordura quando esta está quente. Então, para que isso seja possível, é necessário que o motor fique ligado por cinco minutos, aproximadamente.

Esta ação permite que sua temperatura operacional seja atingida, amolecendo, assim, a gordura aparente.

É imprescindível que este não fique muito tempo ligado, a fim de proteger o operador no momento da limpeza.

Aplicar o desengraxante neutro

Após a limpeza do motor, o desengraxante não alcalino deve ser borrifado no local de baixo para cima para que toda a peça seja coberta.

Visando à sua correta utilização, é preciso ler todas as informações existentes no rótulo do produto em questão.

Deixar o produto agir por três a cinco minutos

Um desengraxante desagrega moléculas de gordura presentes no motor de um veículo, porém o tempo de atuação varia de acordo com a severidade da situação.

Em casos moderados, o produto precisa agir por apenas três minutos, amolecendo óleos e gorduras acumulados. Porém, em casos mais severos, quando as impurezas estão profundas, recomenda-se deixá-lo agir por cinco minutos.

Independentemente da situação, quanto mais tempo o desengraxante ficar agindo, melhor o resultado final.

Utilizar um pincel com cerdas

Durante o tempo de ação do desengraxante neutro, é necessário o uso de um pincel com cerdas de aço ou duras, a fim de extrair depósitos grandes de sujeira, óleo queimado ou gordura.

Tal remoção pode ser feita de forma facilitada por conta da ação do desengraxante, sendo necessário apenas que o operador esfregue o acúmulo existente.

Enxaguar o motor com uma mangueira

O enxágue final do motor deve ser feito com uma mangueira convencional de jardim com bico e fluxo alinhado, a fim de retirar a maior parte dos resíduos.

É imprescindível que mangueiras de alta pressão não sejam utilizadas, pois estas podem desconectar cabos e danificar o material que foi utilizado para encapar as peças eletrônicas.

Você já conhecia o desengraxante neutro e sua importância? Tem alguma dúvida ou gostaria de saber mais sobre o assunto? Deixe seu comentário abaixo e continue acompanhando nossas publicações.

 

Share

Comments are closed.