>

Como limpar o motor de uma moto sem danificá-lo?

Limpar o motor da moto é uma ação arriscada, se não houver um método nesse procedimento. Mas é algo que não pode deixar de ser feito, para que o veículo tenha um bom funcionamento.

O uso e a própria ação do tempo faz com que impurezas se acumulem nessa parte, podendo causar inúmeros problemas se não houver uma higienização. Entre eles, o proprietário pode ser surpreendido por uma pane.

A limpeza do motor da moto é importante não só para a remoção de sujeira, como também para seu funcionamento pleno.

As vantagens não param por aí. Manter o motor higienizado faz com que a moto funcione de maneira plena, economizando combustível e evitando acidentes.

A partir de agora, você saberá como limpar o motor de uma moto tomando todos os cuidados e evitando o comprometimento das peças. Afinal, o objetivo é eliminar apenas a sujeira.

Como limpar o motor de uma moto sem danificá-lo?

Como uma parte sensível e vital para o bom funcionamento de uma moto, os cuidados são muito importantes na hora de higienizar o motor. É preciso, antes de mais nada, saber qual é a melhor maneira de realizar esse procedimento antes de partir para a prática.

É comum que algumas pessoas cometam erros que podem comprometer o bom funcionamento da peça. O passo a passo, bem como os produtos utilizados na lavagem, devem ser muito bem pensados.

Alguns cuidados devem ser tomados para que não haja problemas posteriores com o funcionamento do motor e demais peças.

Aliás, saber usar os melhores itens tem uma importância muito grande, como você verá mais adiante. Lavar uma moto costuma ser mais complicado até mesmo do que higienizar um carro, em função dos cuidados que se deve ter com cada peça. Portanto, leia com atenção as dicas que se seguirão agora.

O início da higienização da moto deve ser sempre pelas partes superiores, na parte da pintura – tanque e carenagens. Caso contrário, a sujeira que permanece na espuma pode não só sujar ainda mais, como também riscar a lataria do veículo.

Vá lavando todas as partes da moto com um detergente específico, como guidão, painel e luzes. Assim, quando você for limpar a parte inferior do veículo, não haverá sujeira o suficiente para arranhar o motor.

Em seguida, começa a limpeza do motor da moto. Considerando todas as etapas da higienização do veículo, essa é a mais trabalhosa e também a que mais tem acúmulo de impurezas. Para prevenir ou pelo menos facilitar um pouco esse processo, é importante sempre dar uma atenção especial a essa parte em todas as lavagens.

Ao lavar apenas a parte superior da moto e deixar de lado o motor, além de causar os problemas já mencionados, vai tornar o procedimento ainda mais complicado quando se tornar inadiável. Em alguns casos, nem é preciso usar um produto de limpeza mais pesada. Apenas um detergente já é suficiente.

Mas se você está há um bom tempo sem limpar o motor da sua moto, é bem provável o uso de produtos mais eficazes para retirada de todas as impurezas. Para isso, a melhor opção é usar o desengraxante biodegradável da TS Ambiental.

Com essa característica, as moléculas são dissolvidas na natureza integralmente e deixam de causar danos ao meio ambiente e também à sua moto. Dessa maneira, pode ser usado para a limpeza do motor de motos, sem maiores problemas.

O desengraxante biodegradável possui taxa de biodegradação de 85% (contra 45%) de produtos similares) e pH neutro.

O produto também tem como objetivo tornar um pouco mais simples a já complicada limpeza de motor de motos, principalmente quando a quantidade de impurezas a serem retiradas é grande. Mesmo não tendo uma formulação tão pesada, se mostra muito eficaz nesse processo.

O produto rende e pode ser um excelente substituto para qualquer item comumente usada na limpeza de motor de motos, como o óleo diesel.

Um outro fator que confirma a importância do produto é a sua economia. Dependendo da aplicação e do nível de sujeira, pode ser apenas 1% de solução (1:100 em água). Isso sem perder suas propriedades e atuando de maneira ágil e ativa na remoção de sujeiras oleosas e sólidas.

O desengraxante da TS Ambiental é notificado na ANVISA. Dessa maneira, não há riscos maiores em relação à sua inalação ou toque acidental. Independentemente do tipo e quantidade de sujeira existente no motor de sua moto, não há risco de comprometer a saúde de quem for manipulá-lo.

Você pode usar a solução do desengraxante biodegradável em água com o auxílio de um pano ou uma escova de dentes velha, nas partes mais difíceis de serem acessadas. Com isso, a limpeza do motor de sua moto será muito bem realizada e a sujeira, totalmente eliminada.

Vale lembrar que não há riscos de essa sujeira acumular novamente caso esse procedimento seja feito de maneira regular. Não há chances de as impurezas persistirem, mesmo usando apenas detergente na limpeza do motor da moto.

Como proteger as peças na hora da lavagem do motor?

Tão fundamental quanto a própria limpeza do motor da moto é proteger as peças que precisam de cuidados especiais. Algumas peças vitais para o bom funcionamento do veículo ficam expostas e não adianta apenas aplicar o produto específico e jogar água.

A lavagem deve ser feita de maneira muito criteriosa, para não haver problemas. É como um processo feito artesanalmente.

As peças que não podem ser molhadas variam de acordo com o tipo de moto. As carburadas, por exemplo, exigem cuidados com a bobina, velas e carburador. Os veículos com injeção eletrônica, por sua vez, demandam atenção com toda a parte elétrica.

Antes de começar a limpar o motor da moto, bem como a sua higienização geral, é importante deixar o motor e o escape esfriarem, caso o veículo esteja em funcionamento. Em seguida, é importante fechar o escapamento e todas as entradas de ar, para impermeabilizá-las. A entrada de água pode causar danos às peças e, por consequência, ao funcionamento geral da sua moto.

A lavagem precisa de uma atenção especial e os produtos usados são determinantes nesse processo.

O desengraxante biodegradável é ideal para a limpeza do motor de sua moto, mas, para a higienização de banco, painel, tanque e carenagem, apenas o detergente é suficiente. A TS Ambiental também conta com produtos especiais para essa parte do procedimento. Confira no site.

Produtos como óleo diesel ou gasolina não são recomendados para limpar a corrente da moto. Solventes também não podem ser usados em algumas partes do veículo, pois ressecam e provocam a quebra de materiais como borracha e plásticos em geral.

Quanto aos instrumentos de limpeza, aposte em flanelas e esponjas macias, para não haver risco de arranhões na carenagem. A secagem deve ser feita com um pano limpo.

Um outro cuidado importante não é exatamente em relação à integridade das peças, mas à segurança do piloto. Diferentemente de um carro, onde não há problemas na aplicação de limpa-pneu na parte da peça que fica em contato com o solo, na moto isso é terminantemente proibido.

O produto deixa o pneu escorregadio e, durante uma curva, o piloto pode perder o controle da moto e sofrer um acidente.

O ideal é que esse processo seja feito todo mês, para que você não precise sempre de produtos mais pesados para limpar o motor da moto.

Por que não usar ácidos?

Ao adquirir produtos para a lavagem de sua moto, é muito fácil encontrar ácidos especialmente para este fim. No entanto, seu uso não é apenas dispensável, como também desaconselhável.

Os ácidos são perigosos para as peças da moto e para a saúde de quem a estiver lavando.

Alguns líquidos normalmente vendidos como eficazes nesse procedimento possuem três tipos diferentes de ácidos: fluorídrico, clorídrico e sulfônico. Por isso, costumam ser muito tóxicos, ao ponto de sua diluição de água ser bem baixa: 1%.

Para se ter uma ideia, um litro de ácido deve ser usado em no mínimo 100 litros de água. Menos do que isso, a solução se torna forte e perigosa.

Logo, uma pessoa inexperiente em limpeza de motor de motos pode facilmente errar na solução e aplicar uma quantidade exagerada do ácido. Assim, ela põe em risco a sua própria segurança e compromete também as peças que terão contato com a solução, diminuindo a vida útil delas.

E, falando em segurança, este é um item fundamental na lavagem de motos com ácido. No momento da aplicação, deve-se usar máscara, luvas, avental e botas de borracha. Em hipótese alguma a solução deve entrar em contato com a pele e muito menos ser ingerida.

Por isso, o ideal é usar produtos biodegradáveis, como os já mencionados no decorrer do texto. Além de não comprometer o resultado final – os efeitos são os mesmos do que os alcançados com ácidos –, você não compromete o motor e outras peças da sua moto e muito menos a sua saúde.

E se você costuma levar o seu veículo ao lava-rápido, certifique-se de que os produtos utilizados estejam em conformidade com a integridade do motor. Evite o uso de ácidos.

Cuidados com o restante da moto na hora da lavagem

Ao longo do texto, você viu que alguns produtos e ações podem prejudicar não só o motor, como também outras peças no momento da limpeza geral da moto. A seguir, você vai conferir mais cuidados que se deve ter, pois isso é vital para a integridade da moto e a segurança do piloto no momento do uso.

Para não haver o risco de mancha na pintura ou nos acessórios feitos de plásticos, é conveniente lavar a moto à sombra. Ao sol, a espuma seca mais rápido, provocando danos – e isso pode ser tão rápido, que nem mesmo toda a atenção da pessoa que estiver lavando pode ser suficiente.

O jato de água deve ser moderado. Caso use lavadora de pressão, ajuste a abertura do leque do jato para cerca de um metro, para que a água perca a força. Toda a parte elétrica da moto, assim como a injeção e o chicote, não devem receber jatos diretamente sobre eles.

Após a limpeza do motor da moto e a lavagem geral, todas as peças voltam a ter o seu desempenho máximo gradualmente, pois estão molhadas. Para uma secagem mais rápida, é aconselhável dar uma volta bem rápida com o veículo.

Ande por uma rua tranquila e em velocidade bem controlada. Trata-se de uma forma de fazer com que o conjunto esteja pronto para percursos maiores em menos tempo.

O desengraxante biodegradável não é uma opção inteligente somente para limpar o motor da moto. Você pode usá-lo também para lavagem da corrente, coroa traseira e balança. Cada peça deve ser higienizada separadamente.

Se a moto não é lavada há um pouco mais de tempo, também vale a pena retirar a capa do pinhão no momento de limpá-la. Você também pode usar o desengraxante biodegradável para retirar a graxa seca e antes de lubrificá-la.

Na parte final da lavagem, é possível perceber melhor a presença de manchas e riscos na lataria ou nas peças plásticas. Caso exista irregularidades, aplique cera polidora com algodão ou estopa em movimentos circulares e firmes.

Para retirar o excesso de cera, use algodão ou estopa secos e limpos.

O assento pode ser preservado com a aplicação de hidratante para o corpo ou para couro. Se for usar a moto em seguida, retire o excesso do produto com uma toalha de papel.

Você acabou de saber como limpar o motor de sua moto de maneira segura e eficaz. Também teve dicas especiais para todo o processo de higienização de seu veículo. Para saber mais sobre alguma outra parte específica, bem como ter informações sobre lavagem de carros e instalações, leia os outros textos do blog.

Aproveite e visite o site regularmente, pois você encontrará conteúdo novo, atualizado e exclusivo.

Comente se ainda ficou alguma dúvida relacionada à limpeza do motor de motos ou a algum tópico mencionado neste artigo. Entre em contato também para saber mais sobre o desengraxante biodegradável ou qualquer produto da extensa linha da TS Ambiental.

Até a próxima!

Share

Comments are closed.